Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

sábado, julho 09, 2016

ÀS VEZES ME GRITO


http://www.avspe.org/mobile/mtexto.php?idt=7052&ttt=%C0s%20Vezes%2
0me%20Grito

TY - Coleção de Poesias de Soaroir

http://static.recantodasletras.com.br/arquivos/3495391.pdf

Sem Garantias
Soaroir 23/7/10

Mote "Quero que me aceite como sou"


Eta vida bendita
historiadora de mim...

Aceite me assim
se possível...
se não, me evite
você que passa e passa.

Sem palmas nem penas
é só o que peço...

No mais,
sou nova como um carvalho,
e ladina como um pé de couve.

É pouco...Mas adianto
já fui de Blake inspiração
    para o Grande Dragão Vermelho.

Hoje sou apenas poeta.
    Se você não se importar...

domingo, julho 03, 2016

Poesia para uma Pedra


POEMA ORIGINAL:
Poesia para uma pedra
Soaroir de Campos
Abril de 2009

(reedição)

foto by Soaroir

Foi recostada num sopé que ouvi
Ao longe um insistente batimento
Descompassado e meio aflito
Assuntei contra a direção do vento.
Meu peito vibrava noutra freqüência
Perguntei “quem está aí aposto?”
Com amiudada repetição sai
Na vã busca por um rosto.
Diante do silêncio continuei
Tropecei e abaixei o olhar
“Uma pedra falante!”, exclamei...
E parei para escutar:
- “Sou teu coração que nada deseja
Perdido nas encostas sem saída
Só quero voltar para o teu peito
E de novo ter uma vida”.
Soaroir

 por Soaroir em 08/04/2009
RL Código do texto: T1528527
Soaroir
Reeditado em 28/12/2011