Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

quinta-feira, outubro 30, 2014

TBT Definição


sigla inglesa de throwback thursday (normalmente é usada para postar fotos de vc ou outra pessoa jovem, criança, bebé)


+: https://pt.tagdef.com/tbt

sábado, outubro 11, 2014

Substrato

Soaroir
Out.11/2014

foto by Soaroir SP/11/10/14





encurralada entre a dúvida e o medo
sucumbo ao próximo movimento
do vale ao qual fui transplantada

luta de corpo em corpo
com uma única espada

a labuta perde o sentido -
só uma certeza me encoraja

Ele é a minha Força - eu sou a Sua fé...
Reedição - Proximo Movimento - Soaroir  11/8/2010



quarta-feira, outubro 01, 2014

Cultivando Lavanda Inglesa

Soaroir
01/10/2014







nova tentativa com terra diferente

evolução  imagem 3 hoje  (19/10/14)


Pesquisas:http://pt.wikihow.com/Cultivar-Lavanda-a-partir-de-Sementes

Nota: http://jardinet.blogspot.com.br/2013/06/comparando-as-lavandas.html

segunda-feira, setembro 29, 2014

Pelo que canta um sabiá

Por que canta o sabiá?
Soaroir
Set.29/14

(draft)

imagem/google

Coitado desse passarinho...
Seca a goela de tanto gritar!
Estaria a procurar água,
o ninho...
ou lugar pra se aninhar?

- É de alegria, pela Primavera?
Esgoelo...

Emudece 
Vou e indago:

Sabiá, sabiá...
não vá, não ainda

O que te leva a cantar
Dia e noite sem parar?

Não me entendeu – suponho
Semitonou e fugiu.
Ou não quis me alarmar.

Não sei, mas ela parou de gritar...

Até a próxima manhã sabiá.
Até lá!



Soaroir 29/9/14

quinta-feira, setembro 25, 2014

Guardador

Soaroir
São Paulo/Set.25


imagem net




Nem sempre há razão em proteger o que se ama...



quarta-feira, setembro 24, 2014

Quando Setembro Chega Novamente

Soaroir
Set. 24/2014

daffodils/google

Quem insistentemente
Bate a minha porta
    tão altas horas?
Indago.

- Posso ser o gato de botas
No entanto sou os bulbos
de teus narcisos enterrados
até agora...      

Quando Setembro Chega

Soaroir
24/9/14



Quando Setembro chega
 a gente enche de flores 
(os) cestos para o Ano Novo ...


imagem/google

terça-feira, setembro 23, 2014

Ponte para (a) Primavera

Soaroir 23/9/14



do alto da colina
o velho Inverno senta
sob o mesmo e não mais cinza
céu de pôr-do-sol:
ponte para Primavera...

segunda-feira, setembro 22, 2014

Tietê em Ondas Curtas

- Tietê em Ondas Curtas -

Linguagem dos Incapazes -A
Por Soaroir de Campos
14/9/09


imagem Net

O rio falante passa
E nada... nada passa.
Nas sombras, gravetos,
Coprófitos flutuantes,
Coelhos mortos de sede,
Martins–gravata
Caolhos e pererês,
Capivaras ribeirinhas...
Passam impotentemente
Pelo silêncio da Natureza
Diante do rio que passa
Por eles,  e pelo dorso
Até o pescoço
Da garça ex-branca;
Não entendem o que passa
Ou se passa...
Envenenados seguem
Para seus covis
Condenados à morte
Pelas sentenças
Do homem
Que nunca ouviu o rio.

(lº rascunho)
Soaroir

domingo, setembro 21, 2014

Que árvores sobrarão para meu futuro?

Soaroir
São Paulo
Set.21/2014





foto by Soaroir uk/2014



Mesmo sem jamais conhecer seu fruto

a semente cumpre o seu destino.


quarta-feira, setembro 17, 2014

Paciência

Soaroir
17/9/14



Macieiras Horizontais

Soaroir
UK/2014

(assim q encontrar o folheto anexo mais detalhes)


Direitos autorais de todas as fotos: Soaroir de Campos





Maçã verde




Peras

Que Lembrança Vale Toda a Eternidade

Que lembrança vale toda a eternidade

By Soaroir 11/11/07


(After Live)

Foto by Soaroir UK/2014



Sinopse:
"Num local, entre o Céu e a Terra, pessoas que acabaram de morrer são apresentadas aos seus guias espirituais. Durante os três dias seguintes, eles auxiliam os mortos a vasculhar suas memórias em busca de um momento inesquecível de suas vidas. O momento escolhido é recriado num filme, que será a única lembrança a ser levada para o paraíso. Esquecerá e será esquecido pelo resto.
Não se segue viagem enquanto não fizer a escolha."

*(Mote baseado no filme japonês After life “Depois da Vida” ( Wandafuro Raifu) – 1998, dirigido por Hirokazu Kore-eda.)

----------xxxxx----------
Depois da Vida

Como macromoléculas existentes
Sem que nos demos conta delas
Cada epifania constrói nosso dia-a-dia.
Se na hora da cessação, revisão
For-me dado o direito de escolher
Um único melhor momento pra lembrar
Por toda a minha eternidade
Eu sei que vou sofrer…
Como deixar para trás o meu nascer?
As horas que passaram sem eu perceber,
As que me calei quando deveria falar
As pessoas que fingi não entender,
As que não me permitiram amá-las,
As que me amaram sem eu pedir,
E que ficarão por aqui?
Como me decidir entre o cheiro do coito
Meus abortos, meus partos, meus filhos,
Meus amantes, meus amores, meus pratos?
Como me esquecer da chuva, das brotações,
Da colheita do centeio, parreiras e oliveiras?
Da cigarra se pocando de tanto cantar,
Da formiga exaurida de tanto trabalhar?
Como me contentar ser esquecida
Pelas ostras que me enfeitaram com pérolas,
Pelos pássaros que me ensinaram a cantar,
Pelas letras que me permitiram escrever,
Poesias, mesmo sem eu sequer sabê-las…
A lembrança minha digna da eternidade
Sem sofrer eu escolheria o momento
Meu na hora de morrer
Olhando para trás com satisfação e riso
Admirando minha cota completada
Antes de seguir para o paraíso.

Soaroir 11/11/07