Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

sexta-feira, junho 22, 2007

O Poeta de Perto


imagem:google/psu.edu

By: Soaroir Maria de Campos
21/6/07 -13:51B

de perto todo poeta é normal
como qualquer mortal é poeta.
essa alma inacabada busca ser amada,
ama e se desafeiçoa de muitas coisas.
gosta de se saber parte dessa falange
de iluminados, que tem uma missão,
obrigação com a humanidade;
de pensar poder ser guerreiro da paz
usando a liberdade de expressão.
desgosta-lhe ver a dor do rejeitado,
a arte desprezada,
o artista vendido
e a poesia comprada.
sem depender de suas musas,
o poeta ama um bloquinho amassado,
um monte de lápis bem apontado
para o vento ao bater no varal
ou a chuva, ao banhar as folhagens,
reproduzir com seus olhos
o coração da imagem.

-x-Todo poeta é doido...-x-

(para poesia on-line do RL
“O quê ou a quem o Poeta Ama”)

Nenhum comentário: