Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

quinta-feira, maio 23, 2013

Poema de Brasileiro


"poema da noite


Breve momento após comprido dia

De incômodos, de penas, de cansaço

Inda o corpo a sentir quebrado e lasso,

Posso a ti me entregar, doce Poesia.

Desta janela aberta, à luz tardia

Do luar em cheio a clarear no espaço,

Vejo-te vir, ouço-te o leve passo

Na transparência azul da noite fria.

Chegas. O ósculo teu me vivifica

Mas é tão tarde!

Rápido flutuas

Tornando logo à etérea imensidade;

E na mesa em que escrevo apenas fica Sobre o papel — rastro das asas tuas,

Um verso, um pensamento, uma saudade."


Autor: Alberto de Oliveira

Antônio Mariano Alberto de Oliveira (Palmital de Saquarema, Rio de Janeiro, 28 de abril de 1857 - Niterói, Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 1937) - Além de poeta, foi também professor de português e literatura, farmacêutico e membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Em 1924, foi eleito pela revista Fon-Fon! o "Príncipe dos Poetas Brasileiros" substituindo Olavo Bilac. Alberto de Oliveira é nome central do parnasianismo

Fonte/Internet

Nenhum comentário: