Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

sexta-feira, junho 27, 2014

Texto Imagético

Soaroir 27/6/14

Nascimento do Novo Homem
Texto Imagético
(experimental)
http://silviamota.ning.com/group/antologia-imagem-e-literatura/forum/topics/nascimento-do-novo-homem

Obra: Criança Geopolítica Assistindo ao Nascimento do Novo Homem
Surreal Painting - Art Gallery

Autor: Salvador Dalí



1943 eu ainda não havia nascido, enquanto  o espanhol Salvador Domingo Felipe Jacinto Dali i Domènech,  nos seus 39 anos e vivendo as influências da Segunda Guerra Mundial, quando a razão humana perde o controle e a expectativa de futuro incerto assola a humanidade , Dali mergulha no irreal ou seja, no surrealismo, corrente artística da representação do irracional e do subconsciente.
Seguindo esse indício ele, acredito, esboça através de sua arte como nasceria o novo homem em sua visão.   Fascinante tema, especialmente no contexto histórico-social.
Há que não se ater à primeira impressão, mas mergulhar sem medo nas entrelinhas deste   "texto" surreal;  na harmonia das cores e posicionamento das figuras vomitadas das entranhas do pintor e “digitalizadas” na tela; um real “self-portrait” de sua alma naqueles dias. 
No foco central um homem , no continente sul-americano, desesperadamente tenta se livrar da clausura; uma criança despida, carente de proteção se enrosca a figura de uma mulher igualmente nua que aponta como se com o dedo de Deus para o continente europeu, como se chamasse a razão humana às questões divinas. 
No continente africano desce uma lágrima; o sangue que escorre no processo de nascimento do novo homem representaria as trágicas consequências da guerra; o deserto, o adeus, o obelisco (poder) e a tenda sobre o mundo em forma de ovo. Tudo nos instiga a pensar e descobrir o melhor caminho para se construir o novo homem.
(sem revisão)
Continuo + tarde.
Nota:
“Ceux qui estoient em regne pour scavoir, au roial change deviendront apouvris, uns exilez sans apuy, or n’avoir, lettrez et lettres ne seront à grand pris.”
“Os que estavam no reino por saberem, pobres serão pelo cambio Real, exilados sem ouro nem apoio, os letrados bem pouco valerão.” (Centúrias e presságios acerca da Segunda Guerra, Michel de Nostredame).





Nenhum comentário: