Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

terça-feira, julho 31, 2007

CAIXINHA DE MÚSICA


Imagem google/wpress
Por Soaroir – 31/7/07 17:10(Para poesia on-line do RL)

Ex-pulso do Paraíso o homem
Gemeu. Chorou inconformado...
Partiu. Doía-lhe o que paria.
Buscou outro mundo de seu
À revelia atentou. Ouviu:
- “ Pássaros!...”Nomeou.
“Música” assim chamou...
Brincou de brincar de Deus.
Juntou peças do tempo em minutos
E aos quinze, para o último invento,
Exclamou: - “Brinquedos!...
Foi isso que faltou...":
Destinou poesia aos insanos
Sapatilhas às exiladas bailarinas
Cativas em caixas de rodopios
.

Toca minha caixinha vermelha de madrepérola
“Rain drops keep falling on my head”
Com a mesma corda que ainda acorda
Quando a gente toca nela.
By: Soaroir - 31/7/07

CAIXINHAS DE MÚSICA - Origem
"Os suíços criaram as primeiras caixinhas de música em torno de 1770. Utilizando o conhecimento que tinham na arte da relojoaria, criaram um mecanismo em que um pente com dentes de metal dedilhava sobre um cilindro que girava, movido por peças de relógio.".

Um comentário:

Os pueris disse...

Olá; adorei a poesia. Vi você no recanto das letras e passei aqui para dar uma; e gostei. Eu coloqueium blog no ar neste fim de semana; se puder me visitar ficareifeliz; peço apenas um desconto porque ainda sou novato no assunto. abço

www.ospueris.blogspot.com