Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

segunda-feira, fevereiro 15, 2010

amor, corpos e almas

Soaroir
15/2/10

depois de sessenta invernos
quê dizer de almas e rostos...
fica tudo tão exausto -
grisalho, ântero-interno...

alma e corpo perdem o posto
no acordo que outrora fausto

ao encontro do amor eterno

vê-se a alma no alento
pactuando com o superno

mote inspirado nas palavras de Manoel Bandeira:
os corpos entendem-se, as almas (às vezes) não! 
in: "Arte de Amar"
Manoel Bandeira

Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma.
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus — ou fora do mundo.
As almas são incomunicáveis.
Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.
Porque os corpos se entendem, mas as almas não.

Nenhum comentário: