Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

domingo, março 18, 2012

Não Acredito em Depressão





imagem/wikimedia




Não Acredito em Depressão
Tomando por mim, que rejeita tal diagnóstico e consequentemente a ingestão de remédios, assumo que tristeza é a falta de algo e acomete todo ser vivo. Os cães mastigam a pata, as plantas definham até que sanem suas necessidades básicas, como por exemplo, volta a seus habitats, nutrição e liberdade. Somente o humano, que resiste a mudanças, perdas, alterações e dependências inevitáveis da vida, tem “depressão”.

Com todo respeito, mas eu não acredito em “depressão”. Sinto-me impotente diante de soluções, para meus problemas, que dependem de ação de terceiros, como por exemplo, que a porcaria do advogado resolva a pendência de uma escritura e para isso não tem remédio a não ser esperar a boa vontade de juízes, cartórios e outros bem mais alimentados.

E, além disso, tenho direito de ter preguiça.

Soaroir
São Paulo/SP 18/03/12



"Depressão como uma fonte...depressão pode ser tida como uma fonte de descoberta de potenciais desconhecidos. Especialmente quando olhamos à nossa volta e não conseguimos encontrar qualquer saída para a nossa vida, somos obrigados a procurar os nossos recursos internos ocultos. Geralmente é uma grande surpresa para as pessoas que se vêem obrigadas a fazer este processo, aparentemente doloroso, visto que se impressionam com “poder e talento maravilhosos” que os estados depressivos as obrigou a descobrir.
Entender e aceitar a depressão como uma fonte de descoberta de potenciais ocultosÉ muito comum ouvir dizer, às pessoas que aceitam a depressão como um crescimento, que foi a melhor coisa que lhes aconteceu. Entendem e aceitam que a depressão é um alerta, que impõe a ideia de que está na altura de libertar a resistência à mudança e criar uma abertura a entender novas formas de pensar, sentir e agir na vida. muitos são os testemunhos de pessoas que depois de passarem processos muito dolorosos na vida, vão ao encontro dos seus potenciais, muitas vezes como uma forma de equilíbrio e acabam por encontrar oportunidades profissionais bem sucedidas. Há um mundo infinito para descobrir dentro de nós, um universo de surpresas que se desvendará apenas aos que se libertam da “cobardia” de enfrentar os próprios medos e a própria auto-sabotagem.
Aceitação ou Negação à descoberta do potencial internoOs Sábios corajosos atravessam momentos de dor, no entanto transforma-os em oportunidades de descoberta e conhecimento de si mesmo. Os que se acomodam, irão apenas amontoando à sua volta pilhas e pilhas e pilhas de lamurias, queixas, inercia, culpas, fuga de si próprio, desespero e um sem fim de sentimentos que a pessoa vai utilizando como solução para não ter de se auto-responsabilizar e enfrentar as mudanças internas que a vida está a exigir.
Todos estes pesos internos, um dia terão de se manifestar, a não responsabilização por uma mudança gradual irá traduzir-se em graves crises vivenciais, doenças, crises financeiras ou sociais, a vida é inteligente e não dá margem de manobra e obriga-nos a libertar o que nos oprime e a bem ou a mal temos de abrir o coração e descobrir o ser maravilhoso cheio de potenciais que existe em nós.
A aceitação da depressão como uma fonte de descoberta de potenciais desconhecidos pode facilitar todo o processo espontâneo de mudança que nos é exigido."
Texto original de Love Dolhpin para o site www.tratamentodadepressao.org
“Reprodução permitida desde que citada autoria e fonte com hiperligação (link)”

http://tratamentodadepressao.org/596-depressao-fonte-descoberta-potenciais-desconhecidos/
Soaroir

Um comentário:

Maria Eduarda disse...

Oi, estou seguindo seu blog, e queria saber se você faz parcerias com outros blogs. Bem..se fizer, meu blog é esse meussonhoscongelados.blogspot.com
bjs e obrigada