Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

terça-feira, setembro 17, 2013

Rascunho II


MEUS AMORES SUMIRAM TODOS

FOI AI QUE EU (ME ESCONDI) PERCEBI

(COMO/QUANDO) NINGUÉM ME PROCUROU

PROVA QUE  EU (FUI EU QUE) NUNCA EXISTI...

PARA SOBREVIVER -  ME ENGESSEI

HOJE NÃO QUERO/SINTO MAIS NINGUÉM

PARA FAZER DE FAZ DE CONTA

E (PRA) EU DIZER AMÉM...          

Soaroir 17/9/13 – Poesia de Terça

 

Enquanto eu me espanava

Como galinha d´angola/caipira

Na poeira do faz de conta

Puras sandices..., traíras!

O tempo passa tão rápido...

...já me esqueci do que sei!

Nenhum comentário: