Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

quinta-feira, outubro 26, 2006

Orfandade


© de Soaroir Maria de Campos – Set.24 2006
OЯFANDADE
O desacompanhado se entristece
isolado almejando no ermo
reencontrar humanidade.
O desamparado delira ainda ser seguido.
O órfão soluça baixinho por idéias
e desprotegido a Deus roga calor.
Os velhos solitários estancam impotentes,
desorientados como abelhal sem rainha
tombam dementes de asas carentes
sem mais na vida receber o mel das gentes.
Nos corações que espaço reste
para enternecimento e amparo
às solidões que o mundo veste.

Nenhum comentário: