Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

sábado, junho 19, 2010

Sem titulo

Em vão, procuro (me) mudar por fora
E  nada faz  muito sentido
Até que eu encontre (meu) novo estilo
Vou revirando meus guardados
Limpamdo meu guarda-roupas
Das sedas e dos casulos de traças
Chega de mariposas...


depois continuoBeijo

Mote:MESMO QUE EU LHE AME TANTO
EU DETERMINO OS MEUS PASSOS

Realizar produção literária de forma a elevar a auto-estima. Enfrentamos espinhos quando precisamos ficar longe da pessoa que amamos. Às vezes é preciso inverter os papéis - ser passarinho para prender o caçador. A partir do poema abaixo, construir um poema explicando porque precisamos fugir de um amor egoista, que nos tira a liberdade.
Fugir para encontrar equilíbrio no amor.

Bons trabalhos. Abraço. Gilnei

Nenhum comentário: