Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

quinta-feira, dezembro 02, 2010

Cada Novo Natal


http://www.pote-de-poesias.com/visualizar.php?idt=2649478


O Eterno Seguinte
por Soaroir de Campos
02/12/10



convicta eu repudio o mediocrismo
           os que nele se regozijam à beça...
das fundações das calhas
          aos destilatórios das crenças

mão, não, não – não permitirei
         que  dementes se me assentem
como pedra de mó- altares
        sacrifícios, rezas bravas
ou terços bizantinos...

que não me invoque a fama
 mesma  que de um  saltimbanco - 

quiçá  a dos servos das glebas 
          de sol a sol se regozijando
sob as sombras dos exemplos
               de cada novo Natal...



Soaroir
Publicado no Recanto das Letras em 02/12/2010
Código do texto: T2649478

Nenhum comentário: