Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

sábado, fevereiro 21, 2009

"Ecos de um Passado"

Soaroir 20/2/09

Que a minha memória me permita fielmente
Retratar sem o vírus da tristeza a mudança
Do tempo do jenipapo, da pitanga e do cajá
Escorrendo pelos cantos de minha boca
E limpados nas pontas de tantas mangas,
Até a nutrição listada em plásticos e caixas,
Comerciais e em tantas outras latas e tampas.
Não me traiam ainda lembranças minhas,
Tampouco me confundam nesta hora mergulhada
Na rotina de um tempo sem ponteiros
Cujos segundos pesam mais que uma vida
Inteira espreguiçada em água pura
Quando ser infanta
[ingênua era a ventura.



...to be continued...

2 comentários:

Anônimo disse...

21/02/2009 12h51 - Karinna
Gosto da tua palavra. Tem uma ousadia sadia, que desperta e inspira. Tu trazes imagens aos meus olhos,que de triviais tornam-se poéticas. E aprecio sobremaneira essa linguagem tão própria e inventativa. Parece-me que posso ler-te de frente para trás, ou de trás para frente...sei lá. Tu suscitas conexões na minha alma e na minha mente. Humilde comentário de uma admiradora dos teus escritos. Carinho. Karinna.

Anônimo disse...

Adendo: Karina -
http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=44260