Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

terça-feira, agosto 04, 2009

Alheação

Soaroir - 3/8/09



meu coração vive em condomínio de luxo
entra e sai pela garagem – recusa manobrista
não quer ir além do bom dia
boa tarde – ou como está o tempo.
não é à revelia deste sujeito
só não divide seus projetos – quando os tem
tampouco assume a morte de todos os próximos;
na consciência do imediato meu coração
se/me consolida na arte, na observação para a criação
perante as farsas enquanto coletivas -
e age - com consciência do imediato
e burla quaisquer envolvimentos, sentimentos
desenergizantes, de abandono ou depressão
de outros corações – que vão até ao térreo amargurados
enclausurados no social, buscando Criador e criatura
enquanto se desalimentam - se desvanecem com olhos fixos
num canto da porta da saída durante uma curta viagem
em um elevador residencial
de onde em cada alívio da porta aberta - o meu coração
constroi uma nova arte.


Mote: "Meu Coração"
"Meu coração da cor dos rubros vinhos
rasga a mortalha do meu peito brando,
e vai fugindo, e tonto vai andando
a perder-se nas brumas do caminho "

Florbela Spanca - fragmento da poesia ERRANTE em

TROCANDO OLHARES, pg.85

Nenhum comentário: