Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

domingo, outubro 18, 2009

Eu e a Poesia

"Eu invisível"
Soaroir
18/10/09


já fui invisível – depois sombra
e sempre que o sol se levantava ou descia,
eu ficava muito grande, e ao luar
eu era quase mais compacta do que a pedra.
naquele tempo não conhecia a minha própria natureza;
mas na ante-sala da Poesia logo compreendi.
e tornei-me mulher! Saí de lá madura;
deixei de ser invisível, ou sombra, mas como tal,
eu tinha vergonha de andar daquela maneira.
precisei de sapatos, roupas, de todo esse verniz,
enfim, que faz reconhecer uma mulher.



uma cópia, é plágio; muitas, é pesquisa
(Wilson Mizner )

Um comentário:

Pétalas D'Alma disse...

Parabéns pela beleza de seu texto! Bjus Sol