Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

domingo, setembro 27, 2009

Versos Desclassificados

Vejamos...
Soaroir 20/9/09

Todo fundo traz verdades
Algumas já arquivadas/engavetadas
Revolvê-las é maldade
A não ser pra caçoada
Como olho pra mim agora
E me rio das patacoadas
Com os micos e com as gafes/foras
Prefiro elas arquivadas!


Soaroir
21/9/09
(“o q te prende na vida”)

Sempre me desesperou o medo
de não mais me prender as saudades
dos caminhos e das viagens -
Jamais das estalagens.


Poema Desclassificado
sem título
Soaroir 22/9/09

tem bicho morto, morrendo, matando
tudo por uma pérola
escondida no palheiro
Algumas agulhas também -
entre porcos.

Primavera do Amor
Soaroir 24/9/09

Míngua a cor da aurora
A memória já embota
O correr do dia

Estou farta de contar nuvens
Cantar em falsete os ventos
Amofinando a Primavera...

Flores morrendo de frio
Ar seco esturricando as folhas...

Teria o sol se esquecido
Que a beleza
Da beleza da paisagem
Está entre a luz e a sombra?


Pé em Quê...
Soaroir 25/9/09

No que vou às pressas
Nem sinto as guaritas
As torres, as sentinelas
Nem os limos sobre os quartzos
Que beiram as cacimbas -
Onde, novilhos, vacas velhas
Touros capados e outros
Se saciam? Têm os dentes de leite
Arremessados no telhado
E o pedaço do umbigo
Enterrado na porteira
Onde plantam suas raízes
E eu passo reto - sem me importar
Onde, e se brotam as minhas.

Versao II

Radical
Soaroir 25/9/09

no que vou às pressas nem sinto as guaritas
as torres, as sentinelas. Nem os limos
sobre os quartzos que beiram as cacimbas -
onde novilhos, vacas velhas, touros capados e outros
se saciam; têm os dentes de leite arremessados no telhado
o pedaço do umbigo enterrado na porteira
e plantam suas raízes. E eu
passo reto - sem saber onde
e se brotam as minhas.


Não vim trazer a resposta, tampouco tese
para banca examinadora, mas o que hoje penso
sobre poeta & poesia:

O poeta é um louco preso no seu “manicômico”
O leitor é o visitante na sala/fila de espera
E a Poesia um tratamento de choque.

Soaroir 25/9/09

Nenhum comentário: