Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

sábado, maio 08, 2010

Num dia das mães...

RÚCULA, REPOLHO, AGRIÃO
Soaroir Maria de Campos 13/5/05


Quem
É aquela pessoa
Que faz a gente comer
Rúcula, repolho ,agrião ,
E diz que é pra gente crescer?

Elas são todas iguais
E muitas até são pais
Às vezes pentelhação
Mas , não desistem jamais !

É a sua, é a minha mãe,
É a tia, a avó, a professora ,
É aquela que nos embala
Mas às vezes é repressora !

Quem
Come a gordurinha da carne ,
Divide o filé para dois ,
Come a alface de fora ,
E a de dentro depois?

Quem
Que de noite cansada
Vem desligar a televisão,
Dá-nos um beijo de boa noite
E pede a Deus proteção?

E de olhos fechados
A gente finge que não vê
Aquele anjo noturno
Desligando a TV.

Já no dia seguinte
Cedo, bem de manhã
Tira a gente da cama
Com uns sucos de “maçã”.

“Levante menino é hora”
Diz pra gente não se esquecer
De escovar os cabelos e os dentes
Logo depois de comer.

Dá um beijo na saída
Indaga do RG
Deseja boa aula
E vai pra varanda nos ver...

Quem?
É a M a n h êêêêêêêêêêêêêêêê

Soaroir Maria de Campos 13/5/05
(p/poesia on-line do RL: “Mãe”)
Soaroir
Publicado no Recanto das Letras em 13/05/2007
Código do texto: T485593

Nenhum comentário: