Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

domingo, outubro 19, 2008

IDADE DE AÇO

(ou "Colhendo Macambiras")
© Soaroir de Campos
Out.18/2008

Outrubro 18 - Primavera ridícula
e eu aqui sorumbática, caída.
Querendo organizar minha poesia,
minha vida. Agora troveja.
Trovões que não são de verão
não passam logo.
Estou meio triste. Sem motivação;
vejo os plantados esmirrados;
quase tudo inacabado, jogado.
É sábado e não fui convidada,
me desconvidaram, não me telefonaram.
Nem eu convidei.
Até a Liebi está com cara de coitadinha,
comendo o pé ou a unha.
Cachorra deprimida... Como pode?
Perdi o fio da meada, preciso assumir:
também sou gente, nem sempre
assim. Hoje não estou disposta,
repetir, nem a fingir.
Eu colhendo macambiras¹...
É hoje e só. Depois tem sol.
A chuva passa
Escoa essa idade
Perdida
que não volta.
Salva pela Escrivaninha.
Benditas
Vic, Sunny e Vania.

(sem revisão)

¹ “bromelia laciniosa” armada de espinhos curvos



Mote: IDADES
baseado na obra de "MagnoDeBarros"

Sagaz idade
A que permite
Saber das entrelinhas
E encher de estrelinhas
Os sonhos pendentes...

Capaz idade
A que omite
Caber nas entrelinhas
Desejar as madrinhas
Em trajes indecentes...

Real idade
A que insiste
Rever as entrelinhas
Descartar as minhas
Dos erros recentes...
Magno de Barros
17out2008

Nenhum comentário: