Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

domingo, maio 24, 2009

O Beijo Interrompido

by Soaroir de Campos
São Paulo-SP 24/5/09
(categoria tristeza)
imagem/google/marginalizedaction






nem metade dos dias se passara;
na efervescência de todas as ignorâncias,
entre castidades e reles humanidade,
desorientada escuridão deitou seu véu
no cascateado colo feminino de vida,
subestimada vida que exaltou a morte
daquele sem nome, batizado ou velório,
e nunca um beijo - visto que ainda
se lhe formavam as mãos e o rosto.
pela alma apossada sem consentimento,
corpo arrebatado sem resgate – do ser
do ter a vida e que de por quês partiu
sem saber responder -
não há acima luz nenhuma que alivie,
ou na terra o que substitua ou recompense
o leite do peito e o beijo negados.


Mote:“O beijo que não te dei”

2 comentários:

Pétalas D'Alma disse...

Apesar de triste, um belo texto.Exteriorizando sentimentos. Gostei!!Bjus

Carla Abreu disse...

É, bem parecido com o meu conto! Muito bom.