Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

sexta-feira, maio 16, 2008

LIBERDADE DE VERDADE

© Lina Meirelles
Rio, 15.05.08
(publicação autorizada pela autora

para Pote de Poesias)





Em nome da liberdade
fugi para dentro de mim.
Aprisionei-me na solidão.

Sozinha, no meio da multidão,
renunciei ao que devia ser. Enfim,
mergulhei em busca da verdade.

Afastei-me da realidade.
Escolhi o caminho da exclusão,
para só, ser o que sou.

Anulei-me.
Ao ser absoluto, a decisão me levou.
Do meu próprio eu, livrei-me.

Sendo morta, então, o resto celebrei:
a beleza ilimitada da vida,
única, breve e intensa passagem.

Com muita coragem, na nulidade obtida,
achei a verdade.
E a isso eu chamei liberdade !

Nenhum comentário: