Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

domingo, maio 04, 2008

Sal Enxuto

©Soaroir 03/05/08
Imagem em: photobucket.com














Trago a visão das gaivotas no olhar
A contemplar este grande oceano;
Ainda tenho na pele o sal enxuto
E os cabelos encharcados pelo mar.
Trago uma luva de areias quentes
Entre palmos de alva espuma;
Rompantes de vagas ao vento
Superando quaisquer correntes.
E das solas ingênuas de carícias
Trago a impressão que eu lá deixei
Na areia impregnada de delícias.
Está retratado sem nada faltar:
Há beleza também nas brumas,
Gradeza que homem algum pode imitar.


Mote do dia:
"
É só contemplar este grande oceano
Aonde o poder de um ser soberano
Está retratado sem nada faltar
Grandezas que o homem não pode imitar
Nem mesmo em oitenta milhões de semanas
"
-Zé Ramalho. Disco: Força Verde, 1983, Epic.-

Um comentário:

KAUEHELEN disse...

QUÃO BELO É TRAZER UMA GAIVOTA NO OLHAR...FICO ENCANTADA SÓ DE PENSAR..