Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

quinta-feira, abril 30, 2009

Nu, Exceto pela Insanidade

II - Feições
Soaroir
27/4/09


Todos os homens nascem bons,
[ou quase,
não fossem as fraldas e as letalidades,
[por exemplo,
da vida fora do útero.
Com o tempo vão aperfeiçoando
[seus mais íntimos métodos
confessionais de justificativas
[para a maldade dos outros.
Nu, exceto pela cruz da insanidade
[morrem os homens, saltimbancos
comediando entre dormentes -
[um sim, um não, um sim, um vão
de lucidez – Bom homem
[até a crueldade
arreganhar-lhe os dentes -
[instigá-lo a se encobrir
completamente.


......xxx......

I
O Aprendiz
Soaroir de Campos
27/4/09


Nu ,exceto pelo capuz da sanidade
Segue o homem santo saltando
Os dormentes.
Um sim, um não, um sim, um não
Entre os vãos da lucidez – bom homem
Até a crueldade
Arreganhar-lhe os dentes
Instigando-o a se cobrir
Completamente.



Mote: "O Bem e o Mal que pode existir em cada um de nós..."
(O Bem e o Mal)
Danilo Caymmi
eu guardo em mim
dois corações
um que é do mar
um das paixões
um canto doce
um cheiro de tem...poral
eu guardo em mim
um deus, um louco, um santo
um bem e um mal
eu guardo em mim
tantas canções
de tanto mar
tantas manhãs
encanto doce
o cheiro de um vendaval
guardo em mim
o deus, o louco, o santo
o bem, o mal

Nenhum comentário: