Copyright Disclaimer

Do not reproduce any of my texts published here. Plagiarism will be detected by Copyscape.

terça-feira, junho 24, 2008

Cartas de Amor

Fragmento de "Antologia de Junho" http://static.recantodasletras.com.br/arquivos/1060567.pdf?1214955406

Um amor de repente© Soaroir Maria de Campos
Junho 24/08



Cartas, todas são ridículas
Até mesmo as de Caminha
Mas de amor é outra coisa
Haja visto aquelas minhas.

Fora, não jogo nenhuma
São traçadas bem as linhas
De um tempo bem vivido
João com sua Maryzinha.

Como tudo tem seu fim
E eu não fui sua rainha
Guardo todas suas cartas
Abraçadas por fitinhas.

Quero antes de eu morrer
Mudar essa ladainha:
“Amor de carta é ridículo”
Haja visto aquelas minhas.

Mote por Kate Weiss:
CARTAS DE AMOR
Fernando Pessoa

Nenhum comentário: